AS LEMBRANÇAS QUE GUARDO SOBRE "GUARDIÕES DA GALÁXIA VOL. 2"...

segunda-feira, junho 05, 2017


Dia de cinema é sempre bem divertido para mim e sempre vou ter algo para contar sobre uma sessão, sobre a ida ao cinema, a compra de ingressos ou sobre o filme mesmo. Posso dizer que ir ao cinema assistir "Guardiões da Galáxia vol. 2" foi um dos dias de cinema mais divertidos da minha vida. 

Guardiões da galáxia (vol. 01) é o meu filme favorito da Marvel sem dúvida alguma. De todos os filmes da poderosa indústria este é o mais divertido, mais criativo, visualmente mais distinto. A trilha sonora é perfeita. Era óbvio que uma sequência ia ser produzida diante do sucesso estrondoso da equipe nos cinemas, pouco conhecida do grande público até então.

A ligação com o mega Universo Marvel nos cinemas tornava aquele filme ainda mais importante, contudo seria possível fazer algo tão bom quanto o primeiro na sequência? Tão bom quanto talvez não seja, mas chega muito perto.

Esse filme tem excelentes sequências e um excelente desenvolvimento de personagens. Sinto dizer que não lembro muito da história como um todo, mas lembro de momentos e de sensações. A cena final é inesquecível para mim. Eu não imaginei aquilo e me emocionar não foi surpresa. Lembro com clareza da "incredulidade" no rosto daquele que me acompanhava ao ver as lágrimas caindo do meu rosto, mas eram lágrimas de emoção. O cinema faz isso com a gente: nos comove com pequenas coisas.

Se você espera uma crítica de cinema sobre o filme, não é essa a questão aqui. Este post é para dizer que o cinema é entretenimento acima de qualquer coisa. Quando um filme consegue unir histórias, ser revelador de momentos, ser um acompanhante ou pretexto para contar outras histórias, a magia do que é o cinema ganha outro aspecto.

Nesse dia choveu muito em Belém. Teve uma batida leve de carro enquanto eu estava indo para a sessão. Conheci pela primeira vez como funcionava o estacionamento de um shopping. Conheci pela primeira vez alguém que viria ser, em pouco tempo, muito importante na minha história, ainda que talvez a pessoa não acredite. A frase "I am Groot" ganhou outro significado para mim. Nunca um "até logo" foi tão belo. Eu lembro desse dia com carinho ainda que eu tenha exitado muito a escrever sobre ele, até agora não entendo o porquê.

Tudo isso aconteceu indo ao cinema, na sala de cinema, na fila da pipoca, na saída do cinema. E ainda dizem que o lugar "cinema" vai morrer um dia. O cinema talvez mude, mas nada, absolutamente nada vai conseguir mudar a beleza e a magia dessas salas. Só não sente quem não quer. Eu vou ao cinema, acima de tudo, para ter lembranças. Quantas lembranças essa galáxia inteira desenhada na tela me concedeu!

Eu não lembro da história como um todo. Eu lembro de sequências. Eu não lembro de tudo, mas lembro de palavras, lembro do que sentir. E isso valeu o ingresso. 


Dedicado à quem eu disse "I am groot".

Por Jônatas Amaral

  

You Might Also Like

0 comentários