[ATUALIZADO] #AlmaCritica Officium News #3 - Trailers de filmes, Lançamentos e Divulgação de Livros


CINEMA

Divulgado Teaser Trailer de "O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos"


Para a grande surpresa de fãs da literatura, do cinema, da saga da Terra Média, foi divulgado hoje o teaser trailer do último filme da Trilogia "O Hobbit". 
Um teaser fantástico que desperta ainda mais a curiosidade. Nos deixa abismados. Podemos ter vislumbres da guerra. Brilhante.
E acima você confere um novo cartaz divulgado.
Um dia emocionante!

Confira: 
 

********************
Divulgado Teaser Trailer de "Jogos Vorazes - A Esperança: Parte 1"

A espera acabou. A Ansiedade aumentou.
Foi divulgado hoje o Teaser Trailer do terceiro filme da série "Jogos Vorazes". O Filme é baseado no último livro de Suzanne Collins da série, que será dividido em dois.
"Esperança - Parte 1" chega em novembro nos cinemas.
O Teaser foi muito aguardado pelo mundo afora. Ele apareceu pela primeira vez na Comic-Con deste ano, e ansiedade aumentou bastante quando alguns segundos acabaram vazando na internet.
No Teaser podemos ver pela primeira vez Katniss Everdeen, que agora terá que assumir o posto de tordo na revolução. Temos a visão de Plutach, A Presidenta Coin, Gale e muito mais. Além de muito ação. 
O podemos perceber que talvez "A Esperança" apresentará visões diferentes e novas sequências que não foram descritas no livro, o que são muito bem vindas!

Confira:
  

******************************
Daniel Radcliffe ilustra novo cartaz de "Horns". 
Confira o novo trailer do filme divulgado na Comic-Con 2014.


"Horns" é um dos filmes mais aguardados aqui pelo blog. Ele é uma adaptação do livro de Joe Hill e pelo que já foi divulgado parece ser um filmaço. Confira o novo poster e um novo trailer de dois minutos mostrando mais cenas e levantando as expectativas do que pode ser uma das melhores atuações da carreira de Radcliffe.

Confira o trailer:


*******************************

LITERATURA

Lançamentos de Agosto da Editora Intrínseca.


A Editora Intrínseca divulgou os lançamentos de agosto. Alguns livros ainda estão com as capas em desenvolvimento. Mas, já podemos conferir a sinopse dos livros. 
Com toda certeza, o livro mais aguardado desses, pelo blog, é o livro de Keri Smith "Termine este livro".
Vocês podem conferir as sinopses, clicando na imagem acima. Confiram e conte-nos qual é o mais esperado por você?

**************************************
Intrínseca vai lançar novas edições da saga "Percy Jackson" com as novas capas.



Os fãs da série Percy Jackson e os olimpianos já podem se preparar. O ladrão de raios, O Mar de Monstros, A maldição do titã, A batalha do Labirinto e O último olimpiano retornam às livrarias em agosto com novas capas, que contam com as belíssimas ilustrações de John Rocco, também responsável pelas capas originais da série. Se colocadas uma ao lado da outra, as capas das novas edições formam um mural panorâmico que conta a inesquecível saga de nosso semideus favorito.

A série com as novas capas será relançada em 18 de agosto.

Créditos: Intrínseca

*****************************************
Confira a capa do novo livro de Raphael Dracon, pelo sele "Fantástica" da Editora Rocco



Sinopse:
Um soldado de elite do exército americano desaparecido em uma missão no Afeganistão.
Uma africana guerrilheira crescida em meio a conflitos étnicos de Ruanda.
Uma garçonete irlandesa praticante de artes marciais mistas.
Um hacker brasileiro descendente de orientais.
Um dublê francês mestre em Parkour.
Em diferentes pontos do planeta Terra, cinco pessoas com histórias e origens completamente distintas desaparecem por motivos variados e acordam numa outra realidade. Em meio a guerras envolvendo demônios, dragões, homens-leão, seres fantásticos e metal vivo, os cinco precisam compreender os motivos de estarem ali e combater um mal que talvez não possa ser impedido.
O livro marcará a estreia do selo "Fantástica" da Editora Rocco, junto com o livro de Carolina Munhóz e Sophia Abrahão. 

Créditos: Editora Rocco 
**************************************
Por Jônatas Amaral

[RESENHA] "O Clube do Filme" de David Gilmour



“Você precisa saber como a coisa termina antes de poder apreciar sua beleza desde o inicio” (pag. 50)

Ao chegar ao fim deste livro voltei às primeiras linhas do relado David Gimour. E a frase acima se torna um trecho característico e verdadeiro. Quando nos deparamos com o final provável ou não, percebemos a beleza de toda a trajetória de um pai e um filho com algumas horas de cinema e conversas.

Fiz questão de escrever esta resenha ao som das trilhas sonoras do cinema, as mais clássicas. Dar som a esta resenha de um livro que não trata só sobre cinema, mas tem nele um mote principal.


O Clube do filme tem seu inicio quando David sugere ao filho Jesse de 15 anos, que vai de mal a pior no colégio e vive esse drama, a justamente sair da escola se ele quiser, mas com algumas condições: ele não pode se envolver de nenhuma forma com drogas e vai ter que assistir a três filmes com o pai toda a semana, seria a única forma de educação que ele receberia.

Jesse levanta excitadíssimo da mesa e aceita na hora. E assim começa um relato real, sensível, da relação entre um pai e um filho com seus problemas característicos da idade de cada um. Relato de uma relação construída com o tempo, uma relação de amizade, confiança, por vezes de medo.

Podemos questionar o pai: “Você é maluco! Tirar menino da escola! Dá a ele uma vida de preguiça total”. Tudo bem, não vou dizer que faria com meu filho. Não vejo esta como a saída mais propicia e mais inteligente, porém para esta família funcionou. Talvez, não funcione na minha, na sua, nem que seja aconselhável, porém foi a saída que este pai viu para que pudesse oferecer à seu filho ensinamentos preciosos, acredite, vejo que Jesse aprendeu muito mais sobre a vida, adquiriu muitos conhecimentos de muitas outras coisas, que talvez jamais tivesse posto os olhos no colégio.

“Indicar filmes às pessoas é um negócio arriscado. De certa forma, é algo tão revelador quanto escrever uma carta para alguém. Mostra como você pensa, aquilo que o motiva, e algumas vezes pode mostrar como você acha que o mundo o enxerga”. (pag. 187-188)

Os filmes são a forma que David viu de educar seu filho, escolheu os filmes a dedo justamente para oferecer um debate ou fazer Jesse entender terminada situação. Ao longo da história nos são colocados diversas informações sobre obras primas do cinema, sobre fracassos do cinema. Sobre atores, a vida de diretores. São comentados pela voz de um pai critico de cinema e comentados por uma jovem boca sem tanto conhecimento, mas extremamente sincera.


Podemos perceber que o grande momento deste livro é justamente o crescimento de um jovem que não fez as melhores escolhas, mas com a ajuda de um amigo um tanto incomum, seu pai, conseguiu aprender com esses erros. Os momentos, por vezes, tediosos ao lado pai, fizeram este garoto imaturo traçar uma linha de vida, não perfeita, mas tão bonita quanto.
“- acha que estou sendo infantil, por conversar com meu pai sobre isso? Não posso falar com meus amigos. Eles só dizem coisas estúpidas. Não fazem de propósito, mas tenho medo de que digam algo que vá realmente me magoar, você entende?” (pag. 196)
O grande drama de Jesse são as mulheres, percebamos, ele tem 15 anos e sofre por isso. Haverá aquelas mentes que verão nisso algo estúpido, exagerado, mas se observamos é muito verossímil com a realidade, ele amou aquelas garotas e elas destroçaram o coração dele. É ver por outro ângulo, isso no livro pode irritar, mas é tentar ver pelos olhos de Jesse. Se fossemos ele? Talvez, não tivéssemos a reação dele, mas não somos igual a ninguém.

David é um pai com problemas também, ele não é perfeito. Não é o melhor pai do mundo, e ele mesmo reconhece isso, porém o que ele oferece a seu filho é bom ao extremo. Você percebe o quanto esses dois homens tiveram que enfrentar, você começa entender o quanto difícil é ser pai. David por vezes mata sua própria opinião para fazer feliz o seu filho. 


É preciso ser dito, essa foi a relação entre pai e filho mais sincera e nua que já li na literatura e por ser um relato real, torna ela ainda mais bela.

Para os amantes de cinema será um prato cheio de informações sobre cinema. A relação com os filmes é intensa, chegamos até curiosidades impressionantes, histórias inesperadas, alguns spoilers, preparem-se; você verdadeiramente quer ir a locadora, à internet, à estante ver o filme sobre o qual você acabou de ler, até os filmes mais horríveis você quer ver, tal são a emoção e conhecimento marcado no livro.

O livro possui algumas falhas na construção da narrativa. Alguns capítulos deixam pontos soltos de uma forma que deixa uma dúvida no leitor, o que ele quis dizer com o isso? Isto é legal em alguns capítulos, pois isso instiga o pensamento e a curiosidade, mas em outros parece que faltou algo ali. Isso faz a trama não ser extremamente linear, não ocorre dia após dia, às vezes você dá longos saltos no tempo de um capitulo para outro. 

Ou seja, o livro narra 3 anos em 230 páginas. Ele busca narra os principais momentos desses três anos. O foco esta todo na relação de David e Jesse. Os relacionamentos de Jesse são bem explorados, você acaba entendendo como são essas meninas. Talvez tenha faltado um pouquinho de equilíbrio mais preciso entre justamente quando ele trata do filme como filme e quando ele trata do filme como auxiliar a educação. Por vezes um se sobrepõe ao outro e isso para a história não é interessante. O autor, porém, consegue transmiti ao leitor a relação intima da relação pai/filho e pai/filho/filmes. Isso é ótimo.

GILMOUR, David. O Clube do filme
Editora Intrínseca. Rio de Janeiro, 2009. Pag.240
É uma leitura que flui delicadamente, você até pensa como seria uma adaptação cinematográfica desse filme. Uma linguagem que todos conseguem entender. Se você nunca assistiu aos filmes citados, não se preocupe você pode até ama-los até antes de tê-los assistido.

É um livro que me surpreendeu. Foi uma leitura que veio no momento certo. E indico muito a todos aqueles que quiserem se aventurar por uma história que tem muito de cinema, muito de educação, muito de escolhas erradas, muitos imperfeições, mas da mesma forma muito de crescimento.

“Que educar filhos era uma sequência de despedidas, um adeus após outro – às fraldas, aos agasalhos de neve, depois às próprias crianças. ‘eles passam a vida partindo’, eu falei, e Cronenberg, que também tem filhos adultos, me interrompeu: ‘Sim, mas será que eles realmente partem?” (pag. 225)
Por Jônatas Amaral 

#AlmaCritica Officium News #2


CINEMA

Divulgado trailer da Adaptação de "50 tons de Cinza", Confira:


Foi divulgado o trailer do filme que levará as telas dos cinemas o fenômeno mundial na literatura, "50 Tons de Cinza" de E.L.James. 
O Trailer mostra poucas cenas de sadomasoquismo que verdadeiramente pode frustar alguns, porém para o mais atentos pode perceber que seja uma questão de instigar a curiosidade. É uma história que muitas deram bastante atenção na literatura, outras iram dar mais atenção no cinema. Esperamos apenas que não seja um filme que beire ao pornográfico, mas sim ao erótico como arte.


**************************
Divulgado Poster de "O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos" o último filme da Trilogia.



O cartaz foi divulgado pelo diretor Peter Jackson, que estará com toda certeza em exposição na Comic-Con 2014 que teve seu inicio dia 23/07.


*********************************
Divulgado Poster e trailer de "O Doador de Memórias", Confira:


Baseado no livro de Lois Lowry, chegará aos cinemas dia 14 de agosto o filme "O Doador de Memórias" que terá no elenco Meryl Streep, Taylor Swift, Brenton Thwaites, Jeff Brigdes e muito mais. 
Sinopse: Uma pequena comunidade vive em um mundo aparentemente ideal, sem doenças nem guerras, mas também sem sentimentos. Para tanto uma pessoa é encarregada a armazenar estas memórias, de formar a poupar os demais habitantes do sofrimento e também de guiá-los com sua sabedoria. De tempos em tempos esta tarefa muda de mãos e agora cabe a um jovem (Brenton Thwaites), que precisa passar por um duro treinamento para provar que é digno desta tarefa. (Adoro Cinema)

Confira o trailer:


************************

LITERATURA

Livro "O Reino das Vozes que não se calam" de Carolina Munhoz e Sophia Abrahão tem capa e um trecho exclusivo divulgados:


A Editora Rocco divulgou a capa do livro "O Reino das Vozes que não se calam", obra que teve a parceria de Carolina Munhóz e Sophia Abrahão. Será o lançamento de um novo selo da editora o "Fantástica", que irá publicar o melhor da fantasia nacional e internacional.
A Capa é extremamente bela e traz o que pode ser o clima do livro.
Os mais curiosos já podem conferir um trecho da obra e já perceber a belíssima diagramação. Será um livro que promete trazer uma história fantástica à nós leitores.
Sinopse:
Se você encontrasse um lugar onde todos o aceitassem…
Seria capaz de abandoná-lo?
Sophie se esconde de todos e de si mesma: insegura, não consegue enxergar sua beleza e talento, e sente dificuldade em se relacionar com os outros.
Seu dia a dia se perde entre os caminhos tortuosos dos que convivem com a depressão e o bullying, e a jovem aos poucos vai se fechando na escuridão de seus pensamentos. Desamparada e sem coragem de lidar com seus problemas, ela acaba descobrindo um lugar mágico: um Reino onde as vozes não se calam e as criaturas encantadas se tornam reais. Um local colorido onde ela finalmente poderá se encontrar. Dividida entre a realidade e a fantasia, Sophie contará com a ajuda preciosa de um rapaz comum e uma guardiã encantada, que lhe mostrarão os segredos da alma e a farão decidir se vale a pena enfrentar seus medos ou viver em um eterno conto de fadas.
Confira o trecho da obra, clicando na imagem abaixo:


********************************
Por Jônatas Amaral

[RESENHA] “Como Deus cura a Dor” de Mark W. Baker.


Deus prometeu a nós que “estaria presente para nos sustentar em momentos de necessidade. É assim que Deus cura a dor”. Estando ao nosso lado. Nunca uma conclusão como essa ficou tão clara na minha mente. Foi um livro que me marcou por trazer à luz perspectivas fortes que envolvem a fé e a psicologia, para tratar os momentos difíceis da nossa vida.

Mark W. Baker estudou durante muitos anos estudando as emoções. Ele afirma que o ser humano possui oito emoções básicas que o ser humano experimenta em sua vida: O sofrimento, o medo, a ansiedade, a tristeza, a culpa, a raiva, a felicidade e o amor. Cada capitulo deste livro é dedicado a cada uma dessas emoções. Partindo delas, chegamos a muitos outros sentimentos que percebemos este ligado a um determinado sentimento ou a vários.


Logo em seu primeiro capitulo ele deixa claro uma visão que não é inédita, mas que por vezes deixamos de lado, sobre como lidamos com os problemas. Ele fala que é inevitável passar por problemas durante a vida, o sofrimento, mas como vamos lidar com eles é que vai definir tudo. Jesus falou sobre isso. Jesus foi um homem que enfrentou muitos problemas e sofrimentos, mas ensinou também como tratar deles. Baker se aprofundou nisso e mostrou isto de uma força sucinta e simples. Utilizou como exemplo as histórias dos pacientes que ele encontrou ao longo de toda sua carreira e apresentou possíveis soluções para problemas que o leitor possa estar passando.

Algo fantástico é como o livro é abrangente. Ele vai retratar diversos tipos de problemas. Diversos tipos de situações. Seja em família, seja entre amigos, sozinho, na velhice e na juventude. A relação de pais com filhos. Casamento. Amores. Um pouco de quase tudo e talvez tudo. 

Ao terminar a leitura percebemos que nem tudo ficou dentro da nossa mente, mas o que fica é justamente o que mais precisamos. Pois, o leitor se depara com a sua vida e acaba dando uma atenção maior naquele exemplo, naquela história, naquele sentimento em que ele mais precisa ser tratado. Isso é uma qualidade incrível. Pois, é um passo para percebemos onde estamos errando ou que podemos fazer.

Deus é o médico dos médicos e na sua palavra podemos encontrar o tratamento que muitas vezes nenhum médico, por mais famoso que seja, consegue resolver. O livro deixa isso claro, mas também não exclui a ciência, mostra como ela andou lado a lado para ajudar tantos pacientes e se puderam ajudar tantas pessoas, pode nos ajudar. Não é uma quebra de braços entre ciência e religião até porque pouco se fala em religião.

Quatro capítulos que me chamaram bastante atenção: O primeiro capitulo dedicado à “dor e sofrimento” justamente por ser a base de tudo que ele falaria, em algum momento da leitura você voltaria ao que leu no primeiro capitulo. Uma frase deste capitulo jamais sairá da minha mente:
“As palavras dos amigos talvez sejam inúteis, mas a presença deles não é. Às vezes, ficar ao nosso lado não é a única coisa que os amigos podem fazer por nós. Na verdade, é o melhor que podem fazer” (pag. 15)
Falar sobre amizade é para este que vos escreve fácil e difícil ao mesmo tempo. É um determinado ponto da vida em que podemos encontrar cura, mas também encontrar problemas. Essa frase me ajudou a rever muitas coisas e pensar outras tantas.


O capitulo 4, dedicado a 'tristeza' me surpreendeu pelo conhecimento que me trouxe. E determinados momentos eu fui confrontando e acredito que você será também, pela visão completamente diferente do que faz a tristeza. O Trecho abaixo pode ilustrar isso:
“A tristeza não é totalmente ruim. Às vezes é o sentimento mais apropriado em certas circunstâncias. E há momentos em que é o único capaz de nos colocar num estado mental que permite que nos compreendamos melhor” (pag. 104)
O capitulo 6, dedicado a 'raiva' é incrível. Pois ao mesmo tempo que quebra conceitos prontos, reafirma outros. Ele vem tratar de muitas coisas que hoje são problemas na sociedade como violência, fúria, ciúme, vingança. Pela primeira vez eu entendi o que é ciúme e o que é raiva de verdade.

O último capitulo foi o meu preferido, pois é o capitulo dedicado ao amor, a base de tudo na vida. Ele me levou à Bíblia diversas vezes. Versículos que eu sabia de cor ganharam um entendimento nunca antes tido por mim. E certezas de que eu estava trilhando um caminho certo. Entendi 1% do que é o amor em suas diversas formas, até porque entender cem por cento amor, acho que nenhum ser humano consegue.

Uma das maiores qualidades desse livro é o fato de ele ser realista, pois ele coloca cada sentimento com seus defeitos, prejuízos, mas também suas qualidades e sua importância, pois como é deixado claro, todo o ser humano, sem exceção irá experimentar esses sentimentos alguma vez na vida, eles fazem parte da vida do ser humano. 

Se você puder ter a oportunidade de ler este livro, Leia. Com todo cuidado, tenho certeza que ele irá ajudar. Pois, ele é um livro que você percebe no final que você nunca está sozinho.


Escolher uma única canção para este livro foi uma tarefa difícil. Por tratar de diversos sentimentos poderia escolher diversas músicas para cada um deles. Mas, por fim, cheguei a duas que resumia e caracterizava o livro como um todo. São duas canções que se interligam.
Você pode conferir no vídeo abaixo as duas canções que são que ainda contém parte de uma breve representação teatral. Espero que esta canção toque as suas vidas.

"Me refaz/És o Deus que me Cura" De Diante do Trono


Por Jônatas Amaral

#AlmaCritica Officium News #1


Literatura

Lançamento de "Noiva Mecânica", livro de crônicas de Boris Feldman. 

A Editora Gutemberg lançou o o livro de crônicas "Noiva Mecânica" de Boris Feldman.
Você pode saber mais e adquirir o lançamento clicando na imagem abaixo.  
Boris Feldaman Tem 69 anos e é natural de Belo Horizonte, onde se formou em Engenharia e Comunicação.  É editor de cadernos especializados em automóveis e criou o programa VRUM, transmitido semanalmente em cadeia nacional pelo SBT. Além de manter no Blog do Boris, no portal R7, produz e apresenta há 25 anos o programa de rádio Auto Papo, transmitido por mais de 30 rádios FM em todo o país.


Internet

#WidChat – Segredos para escrever com qualidade e os prêmios literários, com Jose Luiz Goldfarb

Widchat Goldfarb

O Widbook convidou um dos maiores entendedores e ativistas da literatura nacional, Jose Luiz Goldfarb, que já foi curador do Prêmio Jabuti e atualiza redes sociais importantes, para a próxima edição do #WidChat, um chat no Twitter onde ele vai responder perguntas dos internautas, ao vivo.

É simples participar! Basta entrar HOJE (16/07) no Twitter às 19h30 e interagir com a hashtag #WidChat. Envie suas perguntas para o Goldfarb, que vai utilizar sua conta no Twitter: @jlgoldfarb.

O #WidChat é hospedado pela conta do Widbook: @widbookofficial. Goldfarb trabalha no meio literário há décadas e é, como dizem, uma “máquina”. Conhece como ninguém prêmios literários e vai dar dicas de escrita e da importância de ser um bom leitor, além, é claro, de como administrar bem suas redes socias. Um papo imperdível!

Créditos: Widbook

Cinema

Horns, filme de terror com Daniel Radcliffe, ganha primeiro teaser e pôster

Daniel Radcliffe irá atuar em um novo filme de terror, dirigido por Alexandre Aja (Piranha 3D) e desde o lançamento de suas primeiras imagens causou curiosidade no público.
Foi divulgado então o primeiro poster e Teaser do filme que contará a história de Ig Perrish, um rapaz que vive em uma pacata cidade e que, acusado de matar a namorada de longa data (Juno Temple), ainda tem que lidar com o crescimento repentino de chifres.


O novo “acessório”, por assim dizer, no entanto, tem a estranha (como se já não estivesse surreal até aqui) habilidade de forçar a confissão de estranhos, o que o ajudará a descobrir o verdadeiro malfeitor e se vingar.
O Filme é baseado no livro de Joe Hill, filho de Sthepen King e estreará nos USA no fim de outubro. Ainda não há previsão de estreia no Brasil

Confira Teaser Trailer:


Créditos: Adoro Cinema

Teatro/Dança

DEBORAH COLKER TRAZ NOVO ESPETÁCULO A CURITIBA



Chega a Curitiba o mais novo espetáculo da dançarina e coreógrafa Deborah Colker, com duas apresentações no Teatro Guaíra, em 19 e 20 de julho (sábado e domingo). Sensualidade e instinto permeiam “Belle”, trabalho levemente inspirado no romance francês de Joseph Kessel, “Belle de Jour”, e que celebra 21 anos da Companhia de Dança DeborahColker. Ingressos já estão à venda na bilheteria do Teatro e nos quiosques do Disk Ingressos.



Escrito em 1928, “Belle de Jour” conta a história de uma dona de casa que passa as tardes num bordel buscando fugir da monotonia. A história foi adaptada para o cinema em 1967 por Luis Buñuel, e ganha agora os palcos com os movimentos e coreografias de Deborah. Em um espetáculo que flutua entre um mundo ideal e um submundo, refletindo imagens duplicadas e contrastantes, duas bailarinas interpretam a protagonista Séverine, em dois atos.


BELLE, DA COMPANHIA DE DANÇA DEBORAH COLKER

Datas: 19 e 20 de julho, sábado e domingo

Horários: Sábado às 21h e domingo às 18h

Local: Teatro Guaíra – Rua XV de Novembro, 971 – Centro
Informações: (41) 3304-7900
Ingressos: a partir de R$ 60 (2º balcão), R$ 80 (primeiro balcão) e R$
100 (plateia) – à venda nos quiosques Disk Ingressos (Shoppings Mueller,Estação e Palladium), no site www.diskingressos.com.br ou na bilheteria do teatro.


****************************************
A "Officium News" será nossa coluna de noticias do Blog Alma Crítica. Trará novidades sobre cinema, Literatura, Artes Plásticas, Dança, Teatro e toda forma de Arte.
Espero que Gostem! A participação e opinião de vocês é de extrema importância, sem vocês não há interação, nada flui. 
Obrigado, Até a próxima!

Por Jônatas Amaral

[ESPECIAL] Harry Potter : Tudo terminou dia 15 de julho de 2011 ( ? )




3 anos depois.

Pensamos que não, mas faz tempo. 

Paro e fico a lembrar. Onde eu estava no dia 15 de julho de 2011? Estava em casa. Se perguntarem, você estava na estreia do último filme de Harry Potter? Minha resposta convictamente é Não!

Não estava. Não tinha dinheiro na época para comprar um ingresso na estreia. Não fazia parte de nenhum fã clube. Acompanhei toda a cobertura da estreia pela internet, pela Tv, pelas revistas, por e-mails e facebook dos amigos. Como gostaria de estar novamente naquele dia.

Meu primo Matheus e Eu, dia 27/07.
Logo Depois de Assistir ao "HP parte 2"
Eu fui ao cinema assistir ao último filme, 15 dias depois. E sinceramente, era uma estreia. Uma fila imensa de fãns, curiosos, amigos, uma fila de sorrisos, expectativa. Uau! Como me lembro, fui com a minha mãe e meu primo, que naquela época era a pessoa mais próxima a mim no que diz respeito a série. Falavamos dia após dia sobre a serie, vimos todos os filmes. Era natural que estivéssemos juntos para assistir aquele último filme. Foi em 3D. Sala Lotada. Gostaria de voltar para aquele dia e reviver tudo de novo. 

Os Ingressos para o filme. Sessão às 19hs
Pátio Belém, dia 27/07/2011

Acredite, eu não sabia de nada. Ainda não havia lido os livros, só fui ler o último livro aos 18 anos, ou seja, em 2013. Não tinha a mínima ideia do que iria encontrar. Preparava-me para tudo e quando chegou a hora percebi que não tinha me preparado para nada, nem para a despedida. Para nada. Faz 3 anos agora. Crescemos. Mudamos sim. Aprendemos. Mas, algo não mudou.

Você concorda?

Nossos corações ainda esperam uma carta de Hogwarts. Nossos corações ainda esperavam uma nova Copa Mundial de Quadribol. Ainda esperamos e vibramos com cada detalhe inédito, seja do passado ou do presente. Ainda acreditamos na história que tanto nos marcou. Ensinou-nos muito. Sendo sincero, Harry Potter não foi a mais marcante história da minha vida. Foi uma delas. Ensinou-me muita coisa. Ensinou-me, sobre o rechaçar. O que trazer para mim; tudo que é bom deve ser guardado no nosso coração. O que é ruim jamais deve ser guardado, porém ele nunca deve ser ignorado para que ele não nos pegue de surpresa.


Tantas coisas aconteceram. E fico feliz de o tempo ter passado, por poder lembrar o passado e perceber o quanto ainda caminharemos juntos e o quanto nos aprendemos. O tempo é assim uma dádiva que leva coisas e traz outras coisas, mas o que verdadeiramente importa permanece de um jeito ou de outro.

A história terminou definitivamente no cinema dia 15 de julho de 2011, mas acredite “tudo”, tudo mesmo não terminou naquele dia e acho que nunca irá terminar. 

O tempo passou mais ainda acreditamos que as palavras são a nossa mais profunda e inesgotável fonte de magia.

15 de julho de 2014
Por Jônatas Amaral

[ #BrasilCopa2014 ] O último jogo !


Dia 13 de julho de 2014 ficará marcado para sempre. Dia da final da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Alemanha ou Argentina irá levantar a taça hoje, soltando o grito de campeão. Alemanha, talvez grite Tetracampeã! Argentina, talvez solte a plenos pulmões em terra brasileira o grito de Tricampeã!

Como todo brasileiro o nosso maior desejo era encher o Brasil com o grito de HEXACAMPEÂO! Mas, não foi dessa vez. A Seleção Brasileira caiu nas semifinais, uma derrota histórica. Terminou o mundial em quarto lugar. O sonho de Hexa foi adiado, mas continua firme. Chegará o tempo certo, na hora certa, com a campanha certa, com o futebol excelente.

Não deu Brasil, mas deu futebol. A Copa do Mundo no Brasil foi a Copa das Copas. Não vi muito mundiais na minha existência, mas de longe e pelo que ouço dos mais velhos, nunca houve uma copa como esta. Copa dos Gols. Copa dos Goleiros. Recordes positivos e negativos sendo quebrados. Que Copa maravilhosa! Foi no Brasil!

Uma Copa que não foi lá muito acreditada por uma parcela de muitos brasileiros, mas viram que um mundial pode trazer benefícios e mais força para as mudanças que talves possam estar por vir, tanto políticas, econômicas, sociais... Uma coisa é certa não podemos dizer que esta Copa do Mundo não nos ensinou nada. 

Idenpedentemente de quem levante a taça hoje, levantará merecidamente. Foram 32 seleções que fizeram história de formas diferentes, mas fizeram e mostraram o que podem fazer. Colômbia que o diga. Costa Rica mais ainda!

Somos livres para pensarmos e refletirmos: este é o último jogo da Copa até aqui o que aprendemos? O que podemos mudar? O que precisa ser feito? O que não deve mais ser feito? O Futebol é um esporte e como todo bom esporte traz reflexões transformadoras.

A Fifa realizou um evento que não foi de longe perfeito, mas foi um dos melhores da história. Parabéns. E estes parabéns também são dados merecidamente para o povo Brasileiro. O pessoal lá de fora com certeza conheceu um Brasil sem seus estereótipos e surpreendeu. Acreditem, eles vão voltar!


Sorte a Argentina e a Alemanha e que vença quem tiver que vencer! 
A Chuteira de ouro ainda está nas mãos de Colômbiano, e sinceramente espero que continue com ele, mas Messi e Miller se tiver que ser de um vocês, vai ser e será, também, merecido. Mas, convenhamos James merece mais.
O Título é o prêmio maior quem chega até ele, chega por merecimento, por que lutou e soube chegar até ele! Parabéns as duas equipes e como já disse que vença quem tiver que vencer.

A minha torcida já está decidida, mas o grito não muda:


“Eu Sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor”


Por Jônatas Amaral

[ #QuidditchWorldCup] Bulgária vence a 427º Copa Mundial de Quadribol!



O Jogo entre Brasil e Bulgária pela final da Copa Mundial de Quadribol foi emocionante. Mas, quem levou o título foi a Bulgária, que depois de duas horas e um pouco mais venceu ao conseguir pegar o pomo de ouro que deu a eles 150 pontos e a vitória.

O Jogo foi dominado pela seleção brasileira que ficou a frente da Bulgária a maior parte do tempo. Aos 37 minutos o Brasil fez seu primeiro acerto com uma jogada de Flores. Enfrentaram a super defesa da Bulgária. Aos 59 minutos Bogomil Levski acerta no aro, abrindo o placar para a Bulgária. 
Quando partida atravessou as 1 hora e 20 minutos uma explosões de goles, algo emocionante que levou Brasil a marcar mais duas vezes, com Flores e Depois Diaz. Levando o placar a 40 a 10.
O pomo de ouro foi avistado pela primeira vez as 1h43min, mas logo desapareceu. Brasil ainda continuava a frente com 50 a 20.
AS 2hs03min, Diaz avança o placar para o Brasil - 60 a 20 - e o apanhador da Bulgária, Vitor Krum, sofre uma lesão. Que foi avaliada pelo Arbitro que não deu falta para o batedor brasileiro Rafael Santos, alegando que o jogador não teve intenção. Krum voltou normalmente para o jogo.
Logo que o jogo volta as 2hs38min, Krum e Silva (apanhador brasileiro) trançam uma linha ao céu rapidamente. Eles protagonizam uma corrida vertiginosa em busca do pomo de ouro. Silva estava a frente de Krum, mas ele conseguiu ultrapassá-lo. Disputaram cabeça por cabeça, pulso por pulso, mas Krum levou a melhor e pegou o pomo de ouro, para alegria dos torcida da Bulgária.
RESULTADO FINAL
Foi uma vitória significativa para a Bulgária e principalmente pra Krum que agora pode "descer da vassoura" com glória. 
Infelizmente, o Brasil não levou o título, mas verdadeiramente esteve melhor tecnicamente no jogo, poderia até ter vencido, mas não teve como superar a habilidade de um dos melhores (se não o melhor) apanhador de todos os tempos e em sua possível última Copa Mundial.
Brasil perdeu no futebol, no evento tradicional da comunidade não bruxa de forma humilhante, agora só pode obter no máximo o terceiro ou quarto lugar, mas no quadribol mostrou que é superior e com muita fibra chegou a final e mostrou toda a sua capacidade. Ambas as equipes mereciam o titulo, mas no esporte é assim apenas um ganha!
Parabéns a ambas as equipes. Agradecemos a Cobertura sensacional de Ginny Potter e os comentárias por vezes interessantes, por vezes maldosos de Rita Skeeter que nos fizeram ter todas as informações de dentro e fora de campo, que nos animaram bastante. Agradecemos a J.K.Rowling por nos proporcionar duas horas de volta a este mundo de magia que tanto amamos.



Todas as informações e personagens aqui citados estão sob os direitos de J.K.Rowling e do site da autora Pottermore. As informações aqui foram livremente baseadas nos relatos divulgados na data 11/07/2014. Este blog não tem nenhum vínculo formal com tal site oficial, a não ser emocional como leitor. 

Para mas detalhes e informações acesse o site Pottermore
Não deixa de Acessar, lá você encontra todas as informações na integra.

Por Jônatas Amaral

[ #BrasilCopa2014 ] BRASIL : Acredite até o último minuto!



Ainda parece um sonho. 

O sonho de está final da Copa do Mundo 2014 está prestes a se realizar. Se irá acontecer, depende de inúmeros fatores. Mas, o que importa é que a Seleção Brasileira, nunca esteve tão perto do titulo desde 2002. É a primeira vez desde mundial de 2002, que consagrou o Brasil como pentacampeão, que o Brasil volta a disputar uma Semifinal de Copa do Mundo.

É a Copa das Copas. Sinceramente, posso até nunca ter visto muitas copas do mundo, mas nunca nenhuma foi tão marcante e tão emocionante. Tão recheada de gols fantásticos. Tão abençoada de clássicos. Jogos que com certeza ficaram para a história. É o país do futebol que está fazendo uma das melhores copas.

Queremos ter um Show na final. Quem sabe Brasil e Argentina. Seria uma festa maior ainda. Já pensou? Os maiores rivais do futebol mundial, juntos em uma Final de Copa do Mundo, no Brasil. Nossa! Isso que seria um final de Copa do Mundo para fechar com chave de ouro A Melhor.

Mas, a vida é feita desafios; feita de degraus que precisam ser vencidos um de cada vez. Hoje, a seleção brasileira enfrenta o último degrau para chegar à final. Contra um adversário forte. O mesmo que enfrentou o Brasil na final de 2002 no Japão. Sim, Alemanha é o desafio do Brasil de hoje.


Não temos o grande craque da seleção brasileira, mas para ser campeão de futebol são necessários onze jogadores em campo e onze de reserva com garra, fé, concentração, determinação. E reserva é alguém especial para momentos especiais, como bem disse Felipão. Temos uma seleção que possui essas características. Tem seus defeitos, com certeza. Todas possuem. Mas, é a hora de vermos uma seleção brasileira vencendo todos os obstáculos. Foca no prêmio Seleção Guerreira! 

Um time de futebol é formado por 11 jogadores em campo, mas uma torcida equivale a um décimo segundo, que faz toda a diferença. Aqui dizemos: Seleção Brasileira há milhões de brasileiros natos ou de coração gritando AVANTE! Falta apenas dois passos! E estaremos juntos até o final. Eu acredito!


Sou uma criança de coração. Já vi o Brasil ser campeão. Mas, quero ver de novo! #JOGAPRAMIM BRASIL! Joga por todos!

Acredito que a maior vitória dessa copa foi ter unido tanta gente. Foi ver famílias e famílias unidas, se divertindo, curtindo. Claro, vai haver problemas, estão ocorrendo. Mas, a vida é cheia deles e o futebol é uma forma de aprendermos que não podemos meter os pés pelas mãos, é necessário um passo de cada vez. Cada etapa com suas dificuldades, mas sem nunca deixar de acreditar até o último minuto.

Por Jônatas Amaral


[ #BrasilCopa2014 ] Top 5 - A Melhores e mais belas Canções da Copa do Mundo 2014



Não podia ser diferente. É a Copa das Copas. É a copa dos Gols. É a copa dos Goleiros. E sabemos, a música é universal. Ela está lá nos momentos de alegria e de tristeza. No momento antes do jogo e até depois. Durante os jogos, os intervalos. 

Esse ano, a Copa do Mundo no Brasil, teve muitas músicas que emocionam, que fazem dançar , que bradam o espírito do brasileiro. E escolhi aqui as 5 melhores e mais belas canções desta copa que carregam toda essa alegria e emoção. Músicas para embalar nossos momentos em família, na rua, no bar, em casa. Espero que gostem.

5º “We are one” - Pittbull, Jennifer Lopez e Claudia Leite

Há que vá discordar, mas de fato a música oficial da copa é uma música para dançar. Para carregar aquela mensagem. Somos todos um. É isso que faz um jogo de futebol. É isso que fez e está fazendo essa copa do mundo, unindo povos, línguas, culturas. Todas as unidas e comunhão. Como deve ser sempre.




4º "La La La (Brazil 2014)" Shakira (ft. Carlinhos Brown)

Sharika emplacou a canção "Waka Waka" no mundial de 2010, agora veio com uma música cheia de sonoridades interessantes. É emocionante de escutar. O clipe é fantástico.
Ela incita a prosseguir. Diz que não há espaço para medo, se quer tem que agir como se realmente quisesse. Não importa o que venha pela frente. É uma canção que parece para brasileiros, mas também para todos povos, para todos. 
Acredito que a parceria com Carlinhos Brown fez toda a diferença nesta canção. Um misturado de sons e ritmos que faz dessas música uma das melhores desse mundial


3º "Copa de todo mundo" - Gaby Amarantos, Monobloco e David Corey 

As campanhas publicitárias lançaram canções que acabaram caindo na boca do povo, é díficil não se ver cantarolando essas canções de vez em quando. 
Uma delas é esta, composta para a campanha da Coca Cola, que verdadeiramente traz todo a brasilidade disponível. E reafirma mais uma vez o grande desejo: É pra todos. Somos Um!
É uma canção que traz os ideias da empresa e levanta o público, nos lembra. E o clipe faz uma grande homenagem com a relação do brasileiro com o futebol.
Vai começar. O mundo inteiro no mesmo lugar. Todo mundo quer felicidade. Todo mundo quer gol no futebol. Quer gols em todas áreas dessa nação.


2º "Mostra tua força Brasil" - Paulo Mikkos e Fernanda Takai

Uma música que pode ser sim A canção desta copa.
Esta canção foi composta para a campanha publicitária do Banco Itáu. Uma das mais fantásticas!!
Nunca uma copa despertou algo tão político. Foi um copa que foi criticada, que protestos ocorreram; mesmo que a forma como foi feita e o jeito como foi tratado isso não tenha sido da melhor forma. Percebemos que a vontade do brasileiro é de mudança. 
Existem aqueles que perceberam, não é cancelar a Copa é fazer desta copa algo a se pensar. Se divertir e depois refletir. E que o resultado venha nas urnas.
Esta canção veio justamente trazer esses dois sentimentos: O de mudança e o de prosseguir.
É fogo torcida brasileira! Vamos torcer! Está vindo mais uma emoção!!
Vamos mostrar pro mundo a nossa força! Não só nos campos! Vamos mostrar junto com o nosso grande amor e voz!! Nossa voz pode ser ouvida e vai ser ouvida.
Mostra tua força Brasil!!


1º "Gigante de amor" - Fernanda Brum

E finalmente chegamos ao número 1 desta lista.
Talvez, você nunca tenha escutado. Mas, escolhi esta canção para figurar o primeiro lugar deste ranking, pois ela evidencia com toda clareza, o amor pelo futebol do brasileiro, mas também a vontade do Brasil de mudar. De fazer justiça.
É de gritar a plenos pulmões que queremos Gols na educação, gols na justiça, gols na economia. Queremos acertos. Assim como queremos nos campos de futebol.
E mais um ponto importante é que ela clama que "Feliz a nação cujo Deus é o Senhor"

Quem é Brasileiro não desiste nunca!!
É um hino de força e sabedoria para o brasileiro!! Esse Gigante do Amor!!

Confira:



E para você, quais foram as melhores e mais belas canções que embalaram essa Copa do Mundo do Brasil, não deixe de comentar.
Que cada canção aqui possa reafirmar nosso amor pela nação. Que possamos fazer um grande espetáculo dentro e fora de campo. Que usemos a sabedoria! Que a nossa voz seja ouvida! 
Estamos torcendo pelo Brasil! E você, está torcendo pelo Brasil?

Estamos também na torcida pela seleção brasileira, neste jogo que tudo ou nada!!

Até mais!!

[RESENHA] "A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista" de Jeniffer E. Smith



Sabe aquela história sobre o destino. Ele deve existir, algumas coisas acontecem que você nem imagina que poderiam acontecer. Por exemplo, encontrar um livro que você conheceu em língua inglesa. Por um preço super acessível em português. E você ter uma tarde exclusiva para lê-lo. E simplesmente se apaixonar pelo livro nas suas primeiras páginas. Tê-lo como favorito em poucos minutos. E ao finalizá-lo ter plena certeza que não perdeu nem um minuto. Isso não acontece todo dia e talvez nunca aconteça de novo.

Essa minha história com o livro “A Probabilidade Estatística do Amor à primeira vista” de Jeniffer E. Smith. 

“Viagens de avião são assim: você pode passar horas conversando com uma pessoa sem nem saber seu nome, pode contar seus maiores segredos e, depois, nunca mais vê-la” (pag. 21)

Hadley é uma jovem americana de 17 anos que está indo para o casamento de seu pai em Londres com outra mulher. Seus pais se separam e isso causou um grande impacto na vida desta jovem e de toda sua família. Os pais seguiram em frente. O pai encontrou alguém que ama. A mãe também. Porém, ainda se superou completamente esta separação.

Hadley possui essa visão negativa do pai. Eles não se veem há muito tempo, ela nem mesmo conhece a nova esposa de seu pai. Logo, ela não quer ir para este casamento. Mas, acaba convencida. Assim acontece o que pouco se espera. Ela perde o voo para Londres por um atraso de 4 minutos. 4 minutos. Minutos esses que mudaram o seu dia. Mudaram a sua vida.

Por conta deste atraso, Hadley fica presa esperando o próximo voo no aeroporto. Assim ela acaba conhecendo um rapaz bacana, chamado Oliver. Que, acredite, também está indo para Londres. Acredite, Ele está na mesma fileira do mesmo avião que Hadley. Ela está indo para um casamento, ele também esta indo para uma igreja. Coincidência ou destino? 

Durante toda a viagem eles conversam sobre tudo, família, amores, animais, filmes, tudo! Tudo se passa em 24hs, mas quando se está apaixonado parece uma eternidade.


Esta obra me surpreendeu em diversos pontos. Confesso, não esperava nem um pouco o que li. Esperava um romance jovem bonito, cheio de lágrimas, palavras bonitas, clichês. Bom, Jeniffer Smith conseguiu me surpreender. A premissa sempre nos leva para um romance romântico, mas não é apenas isso que encontramos. Percebemos que temos algumas histórias que envolvem estes personagens, todas interligadas por um único tema: Amor.

Encontramos o amor à primeira vista de Hadley com Oliver. Encontramos o amor fraterno. Amor de pais com os filhos. Ou esse mau relacionamento entre pais com filhos. Famílias sendo formadas pelo amor. Divididas agora pela falta dele. A descoberta do amor. Enfim, é uma história fantástica sobre amor e família.

“- Porque o sol nunca é do mesmo jeito que desenhamos. – diz Oliver.
- Como um círculo com espinhos?
- Exatamente. E minha família com certeza não é igual a que eu desenhava.” (pag. 91)

Existem leitores que podem considerar Hadley um tanto egoísta por conta dessa não aceitação da separação dos pais, principalmente por ela está sofrendo. Mas, refletindo ela tem reações realistas. Qualquer pessoa teria uma reação como aquela diante desta situação. Oliver, diante de seus problemas também possui atitudes realistas, de um jovem que precisa enfrentar perdas e ganhos. O sentimento de medo, de desespero. É a questão da fantasia do acaso com a realidade. Pensar que quatro minutos uniram essas duas histórias.

Os dois personagens citados a cima são jovens que eu adoraria ter como amigos. Oliver tem umas sacadas muito interessantes e engraçadas. Confesso, ele me lembra outro personagem bem conhecido ultimamente que é o Augustus Waters. Porém, os problemas são diferentes logo as reações são diferentes também. Hadley é uma jovem dramática, inteligente, que está aprendendo a crescer.


Jeniffer E. Smith escreve uma história linda, com um ritmo bem dosado, aproveitando cada palavra, cada imagem proporcionada por estas. Ela tem perspicácia de inserir elementos simples em algumas sequências que fizeram toda a diferença. Toda a sequência da festa do casamento é extremamente imagética, linda de imaginar. A autora te proporciona isso em um livro que você lê em uma tarde e nem parece ver o tempo passar. Acredito, que aquela frase da senhora no avião, dizendo que quando se está apaixonado as horas parecem anos, cabe muito para definir esta obra. Tudo se passa em 24hs, mas é tanta coisa, de uma forma lógica que parece dias, e você lê em uma tarde. É impressionante.

“- Quando você chega ao final dos 52 anos- explica -, parece que foram apenas 52 minutos. – ela inclina a cabeça para trás e engole a pílula. – Da mesma maneira que quando você é jovem e está apaixonado, sete horas num avião pode parecer uma eternidade” (pag. 51)

Falando sobre a edição da Galera Record o que eu posso dizer é que beira a perfeição. Cada elemento na capa, tem significado na história, tanto as nuvens, quando o avião, quanto o coração, quanto as roupas. Tudo. Eu tenho uma edição que não é brochura, mas tem uma textura diferente na capa, não sei definir, mas é muito legal de se tocar.

Se o destino que fez eu me encontrar com esse livro eu irei agradecer a ele eternamente. Foi um livro que surpreendeu, e existe uma surpresa no meio deste livro que verdadeiramente você nunca conseguiria imaginar. Um livro apaixonante, inspirador, que nos leva a inúmeras reflexões, e que nos faz acreditar e confirmar que o amor é a coisa mais sem lógica do mundo.


Como já devem saber a II Maratona Literária #EuSouDoideira pede uma canção para representar o livro. Uma música que possa oferecer uma visão, servir como trilha sonora.
Para este livro, eu escolhi justamente a música que eu estava ouvindo quando terminei o livro. Durante a leitura ouvir o álbum "Más que amor" do trio italiano, Il Volo. E a canção "Nuestro Amor" veio como do destino, para servir com trilha sonora perfeita para a última cena. E por incrível que parece tem uma ligação com a história, num todo. É perfeita.
Esta é a versão espanhol, que estava escutando.
Quem achar necessário, aqui está o link da tradução para o português: CLIQUE AQUI!! Mas, acredito não ser necessário.
Espero que gostem assim como eu!
Não deixem de comentar se gostaram, se já leram, o que acharam, fiquem à vontade.
Esse foi o primeiro livro da maratona que eu finalizei a leitura e vamos seguindo!
Boas leituras!


Por Jônatas Amaral