[RESENHA] “Antes de Dormir” de S.J.Watson



“O passado é quem carrega o presente” (Daniel Leite). A memória nos defini. Imaginar perder a cada manhã sua memória, não conseguir os novos momentos é uma morte fria e perversa. Christine vive exatamente isto no inesquecível livro “Antes de Dormir”

Christine, todas as manhãs, acorda sem saber onde está. Sua memória desaparece toda vez que dorme; Bem, seu marido, é um estranho. Ele precisa (re)contar a ela todos os dias as coisas essências para defini-la, como ela ficou assim, quem ele é, quem ela é... Christine ficou amnésica depois de um misterioso acidente.

Dr. Nash torna-se amigo e médico dela. Ele quer ajuda-la a melhorar. Sem grandes avanços e também as escondidas, já que Ben já o havia dispensado antes, encoraja Christine a escrever um diário. Em uma dessas manhãs ela abre o diário e ler o que escreveu logo na primeira página:

“Não confie em Ben.”

Está única frase nos leva a ver  e sentir a estória como Christine. Suspeitar do que seu marido conta; suspeitar de tudo, até mesmo de si mesma, das suas palavras.

A cada página as tensões aumentam. O sentimento de não se conhecer é angustiante. Este livro, da forma como foi construída sua narrativa nos leva a esses sentimentos.


A segunda parte da obra é o diário de Christine e junto com ela vamos desvendando sua vida. Quando chegamos ao final estamos com os nervos à flor da pele.

“Antes de Dormir” é um espetacular thriller psicológico. Sua estrutura é fantástica, nos prende e nos enlaça até a última página. O tempo parece correr com pressa quando o lemos. É interessante a urgência que sentimos a ler; parece que temos pouco tempo, se deixarmos para amanhã pode ser tarde demais.

Neste primeiro romance de S.J.Watson diversas coisas fizeram-me ter a alegria e satisfação de apreciar. A escrita bem dosada e inteligente. Criativa e Sagaz. Personagens bem construídos e desenvolvidos. Todos os elementos da narrativa são fortes.


Um livro capaz de ser um entretenimento e oferecer, ainda sim, reflexões consistentes em suas linhas. Uma obra que você não esquece, acredite, mesmo que queira. É assustador e envolvente. É espetacular.

"O que somos senão o acúmulo de nossos próprias memórias?" (pag. 180)

Perdoem-me o trocadilho, mas se quiser, puder leia “Antes de Dormir”. Suas páginas foram para esse leitor que vos escreve uma das melhores experiências literárias de sua vida.

Por Jônatas Amaral

Jônatas Amaral

Sou Jônatas Amaral, 22 anos. Paraense, Brasileiro. Formado em Letras - Língua Portuguesa. Um sonhador por natureza.

3 comentários:

  1. Desde a primeira resenha que tive o prazer de ler tenho curiosidade em relação a esse livro, primeiro porque é de um gênero que gosto muito e também por possuir uma premissa interessantíssima. Com tantos comentários positivos, mostrando como é um livro marcante, tenho quase certeza que será uma leitura inesquecível. Preciso ler!

    Abraços,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este livro merece todos os elogios que recebe.
      É um livro cheio de reviravoltas e situações eletrizantes.
      Está vindo ai a adaptação para o cinema, mas acredita leia o livro, será uma experiencias incrível.

      Jônatas Amaral
      alma-critica.blogspot.com.br

      Excluir
  2. Estou lendo livro, ele é simplesmente surpreendente e envolvente, não tem como pausar a leitura... Estou quase chegando na terceira parte do livro e matei a "charada", quer dizer... Eu acho que agora sei o motivo de tudo o que aconteceu com a Chrissy, e sei porque ela deixou a frase no diário "Não confie no Ben"...
    E mesmo sabendo é impossível parar a leitura.. Como você disse Jônatas Amaral, é realmente uma ótima experiência literária. Nota 11 !!
    Leitora Assídua :)

    ResponderExcluir