Domingo "Em Família" #2

domingo, fevereiro 16, 2014



Um grande salto no tempo. As marcas que o passado deixa. Mesmo que tentemos esquecê-lo, ele faz parte de nós. As marcas do passado. O futuro seguindo com o que se aprendeu. O futuro com seus novos aprendizados.

Se algo não foi resolvido no passado, um dia terá que ser resolvido.

Nesta semana, “Em Família” iniciou uma nova fase. A terceira fase da história da família de Helena. 



Em 2014, Helena recomeçou sua vida ao lado de Vírgilio (Humberto Martins). Teve uma filha, chamada Luiza (Bruna Marquezine). Seguiu a vida, porém o passado, o amor do passado nunca foi completamente esquecido.



Laerte (Gabriel Braga Nunes) saiu da cadeia depois de um ano. Descobriu ter um filho de Shirley. Reconheceu a paternidade e viajou, tornando-se um grande músico. Conheceu Verônica (Helena Ranaldi) , por quem se apaixonou. Porém, Helena nunca, nunca saiu de seu coração. A promessa que fez, ainda está de pé. Ao ver, a filha de Helena, o vislumbre do passado retorna. E parece que não será mero vislumbre. Laerte volta ao Brasil, pois seu pai está muito doente. 


E então, chegamos a uma semana de grandes emoções. Com destaque para Laerte. O reencontro dele com o filho, uma das cenas mais lindas da semana. O quanto são parecidos, o carinho de pai e filho nascendo.

Algo que me chamou bastante atenção, que já fazia parte do estilo de Manoel Carlos, mas que ficou mais evidente, foi pegar pequenos momentos, em família de fato, e transformar isso em algo lindo de ver, algo emocionante, algo importante. Simples momentos, transformados em ilustres cenas, sem ser sensacionalista.

Quando pai e filho tocaram pela primeira vez juntos, as lágrimas rolaram na minha casa. Um momento em família que nunca vou esquecer. Um momento meu e da minha família.

Uma curiosidade pessoal. “Em Família” tem se tornado um momento especial para mim e meus pais. Desde “Caminhos das Índias” que eu e meus pais, não sentávamos juntos para apreciar uma novela. Juntos. Se apaixonar pela história de tal forma, de se torna assunto na mesa do jantar. É incrível.

Nesta semana, “Em Família” ganhou um gás maior. Saímos do prólogo, com poucas coisas verdadeiramente importantes e entramos verdadeiramente nos conflitos e histórias que nos serão apresentadas, que nos farão refletir e comentar.

Alcoolismo é um tema recorrente nas obras de Maneco Carlos, que ainda não foi tão trabalhado, mas mostra força. 

Outro grande destaque essa semana, foi Vanessa Gerbeli, que volta à Rede Globo, a pedido de Manoel Carlos, para viver Juliana. Tia de Helena. Casada com Fernando, mas que vive uma crise no casamento, pois Juliana sempre teve o sonho de ser mãe, porém isso não acontece. Juliana acabou ganhando uma obsessão pela filha de sua empregada. 


Todas as cenas essa semana de Juliana foram incríveis, retratando uma mulher amargurada, um tanto psicótica. Infeliz, mas determinada. Uma personagem que dará muito, mas muito o que se comentar. E Pensar. Muitos falaram que talvez ela pudesse ganhar a antipatia do público, como a Amarilys (Danielle Winitis) de “Amor à vida” ganhou, porém Manoel Carlos, com absoluta certeza, sabe contar uma história. É incrível como cada personagem parece real. Com defeitos e qualidades. É a vida como ela é. As atitudes não parecem forçadas.



Outro grande destaque vai para a história de Clara (Giovanna Antonelli) que se vê encantada, apaixonada por Marina (Tainá Muller). Clara é ajuntada com Cadú (Reynaldo Gianechini), mas que vive um desgaste desse “casamento”. A história está sendo muito bem delineada, e talvez ganhe tanto destaque, quanto o casal Félix e Nico, ou até mais. Quem sabe. Os três atores estão incríveis no papel.


Luiza (Bruna Marquezine) é uma personagem encantadora. É impressionante ver o talento da moça. Estou muito ansioso por ver a história dela se desenvolver



Acredito que todo o elenco está muito bem sintonizado com seus personagens. Seguros. Apesar das críticas sobre a idade dos atores em relação aos personagens, creio que os atores foram bem escolhidos. Apesar de sim, ter se causado uma certa confusão nas idades, creio que isso será o de menos. Como certa personagem falou: “Acabei de entrar em cena e já estou sendo vaiada” By Chica. A novela chegou a sua segunda semana, a terceira fase iniciou-se com maestria. Há muita água para rolar. 


Não se pode deixar de comentar sobre as belíssimas cenas em Viena, que foram incríveis e emocionantes. Apesar de poucas. Lindas e encantadoras, Alguém tem uma passagem sobrando para Viena ai? 

A Próxima semana promete fortes emoções. E para aqueles que acharam a novela um tanto “parada”, pode acreditar no coração de cada personagem a um turbilhão prestes a explodir.

Um bom Domingo em Família.

Por Jônatas Amaral
Créditos das Imagens: GSHOW.COM

You Might Also Like

1 comentários

  1. Não cheguei a assistir muito essa semana, como já havia imaginado que aconteceria quando comentei na última semana, mas as cenas que assisti da Juliana chamaram bastante atenção. Achei exagerado da parte dela, mas dá pra dizer que isso vai dar muita confusão - e realmente lembrei da personagem da outra novela, mas imaginava que só eu havia pensado isso. Pena que eu sempre lembro do Telecurso quando vejo o Leonardo Medeiro :(

    Abraços,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir