[CRITICA] – Hotel Transilvânia


Hotel Transilvânia é um daqueles filmes para assistir com a família toda reunida, dar boas gargalhadas, se emocionar talvez e ainda receber uma “liçãozinha” famíliar. É uma boa escolha para curtir. 

O Hotel Transilvânia é um resort cinco estrelas que serve de refúgio para que os monstros possam descansar do árduo trabalho de perseguir e assustar os humanos. O local é comandado pelo Conde Drácula (Adam Sandler), que resolve convidar os amigos para comemorar, ao longo de um fim de semana, o 118º aniversário de sua filha Mavis (Selena Gomez). O que ele não esperava era que Jonathan (Adam Samberg), um humano sem noção, fosse aparecer no local justo quando o hotel está repleto de convidados e, ainda por cima, se apaixonasse por Mavis. 


Creio que o maior trunfo do filme dirigido por Genny TartaKovsky seja suas mensagens e pequenas criticas lançadas ao longo do filme, como uma criticazinha ao filme crepúsculo, e sua forma de mostrar os vampiros. (Não dá para não dar uma risada) 

A lição aprendia por Drácula é uma mensagem que serva para muitos pais que na vontade de querer proteger seus filhos acabam excluindo de escolher/tomar suas próprias decisões. Aprender que há, sim, um jeito de proteger os filhos sempre, mas sem prendê-los enclausurados num castelo. A Vida é feita de escolhas e cada um precisa aprender a viver com suas próprias. 

Hotel Transilvânia tem ótima produção, você fica fascinado com os monstros criados ( o meu preferido foi o homem invisível). O Roteiro tem algumas barrigas que poderiam ter sido evitadas, mas que não afetam com grande escala a produção. É um filme ágil, com muita ação. Divertido. 

Os seres Humanos tem chance no meio de tantos “monstros”, o personagem Jhonata é hilário, responsável por boa parte das situações engraçadas, assim como indesejáveis para o Sr. Drácula. 

Um Filme Legal para sentar com a família numa tarde, junto com um grande balde de pipoca, prontos para curtir um cineminha em casa.

Por Jônatas Amaral

Jônatas Amaral

Sou Jônatas Amaral, 22 anos. Paraense, Brasileiro. Formado em Letras - Língua Portuguesa. Um sonhador por natureza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário