Doação de órgãos: Um ato de Amor!

sexta-feira, outubro 05, 2012



Doar é um ato de dar sem pedir nada em troca, é um ato nobre que deveria tornar-se algo constante, principalmente quando tal doação salvará uma vida. A doação de órgãos ainda é uma ação que gera dúvidas, discussões e recentemente tem sido usada de forma ilegal, mas que ainda assim precisa ser incentivada. 

Em 2010, foram registrados 1896 transplantes de órgãos no Brasil, sendo São Paulo e Santa Catarina os estados que possuíram os melhores índices de doadores, isso se deve ao fortalecimento do Sistema Nacional de Transplantes (SNT), e mais recentemente em 2011 o Brasil bateu recordes na doação de órgãos, alcançando a marca de 9,9 doadores por milhão de pessoas, porém esses números não são muito satisfatórios quando somados com o número elevado de pessoas esperando na fila de doação, e analisando quantas dessas pessoas morrem esperando na fila. 

A falta de doadores de órgãos está muitas vezes ligada à falta de informações, por exemplo: muitas famílias não liberam a doação por temerem receber um corpo todo retalhado, o que é mito, já que a lei pede que o corpo seja entregue sem muitas danificações; o Governo (tanto federal quanto estadual) deveria investir em campanhas orientadoras intensamente, assim também mobilizar-se para acabar com um crime que tem-se tornado comum no Brasil e no mundo que é o “tráfico de órgãos”, como o mecanismo “Turismo de transplantes” 

Religiões e seitas já foram muito rigorosas e condenavam muito a prática da doação de órgãos, mas hoje apesar de ainda haver uma certa resistência de algumas, muitas já perceberam a importância de doar um órgão, de ajudar um ser a viver. 

Portanto, doar um órgão é um ato de amor à vida que precisa ser incentivado e praticado sem almejar nada em troca, e sim ser praticado pelo majestoso fato de se ter o privilégio de salvar uma vida!

Por Jônatas Amaral

You Might Also Like

0 comentários

DIA DO ESTUDANTE AMAZON